Brasil, o país do comentarista esportivo

Desde criança aprendi que éramos um país com cento e vinte milhões de técnicos de futebol. Se no resto do mundo as pessoas tem um pouco de médico e louco, no Brasil éramos todos Telês Santanas.
Disse “Éramos” porque nestes poucos anos que me separam da minha infância a população cresceu, as redes sociais surgiram e mudamos de profissão. Assim como os craques aposentados, nos tornamos duzentos milhões de comentaristas esportivos.
Agora, com o teclado em punho e nosso conhecimento ampliado por milhões de compartilhamos nos lançamos a tarefa de analisar os esquemas táticos, comparar os técnicos, eleger os craques da rodada e tecer considerações profundas:
_ “Se o Falcão tivesse na Copa O James não teria aparecido”.
_ “A Espanha envelheceu”.
_ “Di Maria está melhor que o Messi”.
_ “Quando o Pelé se machucou o Amarildo deu conta”.
_ “Esse Robben lembra muito o Caçapava”.
Se fosse só isso até que estaria bom, mas vamos mais longe, nos tornamos misturas de sociólogos com cientistas políticos (que bicho isso daria?) e começamos a filosofar sobre o que a Copa significa na nossa sociedade, sobre a forma com que as vitórias Brasileiras influem na popularidade da Dilma. Prevemos esquemas fraudulentos que envolvem a Fifa, os jogadores de algumas seleções, um árbitro da Noruega e a cúpula do PT:
_ “A Copa está comprada”.
_ “Tá tudo armado para favorecer a Dilma”.
_ “Você não viu que o bandeirinha errou um impedimento no jogo de Gana? Isso é esquema dos Tucanos!”
E assim vai, o rebelde prefere que tudo dê errado para desmascarar a grande farsa da Copa, o Petista exalta as maravilhas do nosso país e da perfeita organização qda competição, o Hipster se mostra indiferente, prefere comentar um festival de música no interior da Irlanda e o patriota está extasiado com o hino a Capela, a emoção dos jogadores e a narração empolgante do Galvão.
Mas a festa está acabando, vamos nos despedir dos gringos, esquecer o carnaval da pegação da Vila Madá e descer do nosso pedestal de comentaristas esportivos para nossa pequenês habitual. E não nos esqueçamos dos vencedores: Entreguemos a taça as redes sociais, que nos elevaram ao nosso novo status de produtores de conteúdo! Selfie para comemorar!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s