Pra que servem as coxas da Andressa Urach

Captura de Tela 2014-12-04 às 23.13.06

Andressa Urach é uma moça razoavelmente bonita e costuma ser vista seminua em programas de TV, revistas de celebridades e portais de internet.  Essa semana quase morreu graças a uma reação alérgica a um produto chamado Hidrogel, que aplicara nas coxas para ficar mais gostosa.

O pouco que conheço de Andressa me faz pensar que ela é um tipo de garota bastante comum na mídia. Cultiva os peitões e os exibe o mais que pode. Consegue uma capa de revista masculina, aparece num programa de auditório, namora um jogador de futebol, samba no carro alegórico e depois desaparece, dando lugar a uma substituta mais nova.

Andressa rezou a cartilha da subcelebridade com esmero, conseguiu até boquinha em Reality Show e se orgulha de ter traçado Cristiano Ronaldo, o troféu mais cobiçado das Marias-chuteiras.

Fisicamente, é daquelas opulências exageradas dignas das melhores oficinas mecânicas. Longe da magreza sofisticada que oprime as mulheres chiques. Sua opressão é oposta e para realizá-la implanta-se silicone, Hidrogel e o que mais inventarem para tornar uma mulher maior do que é.

Não sei o que Andressa ganha vivendo como vive. Mas sei que ao tirar a roupa sempre que pode, ao exibir o bumbum e os peitos aos fotógrafos em falsos flagrantes, ela faz a festa dos programas de fofoca e dos portais da internet.

Portais adoram peitos de mulher. Se uma moça do Femen protesta contra o preço do Arenque na Lituânia, pode apostar que seus peitos serão destaque na página inicial do Uol, do G1 e do Terra. Peitos rendem pageviews.

Então imagine quantos pageviews os peitões e coxonas da Andressa já renderam a esses sites. E agora, ela internada, rende outros milhões de pageviews.

Se acabasse falecendo, enquanto familiares e amigos estivessem chorando, os portais publicariam fotos do enterro e painéis retrospectivos dos peitões. Isso também daria audiência para os programas de fofoca. Discussões pseudo-sérias sobre os limites da cirurgia plástica nos programas femininos garantiriam alguns pontos extras no Ibope.

Dias depois, novos peitos siliconados e outras coxas repletas de Hidrogel surgiriam para ocupar a vaga deixada por ela. Outras moças cujo sucesso rápido lhes renderia algum trocado que mal paga as plásticas e o bronzeamento artificial.

Longe delas, nos prédios envidraçados da Vila Olímpia, pageviews e pontos de audiência movimentam milhões em mesas de reunião onde executivos se vestem muito bem e não precisam tirar a roupa para garantir o bônus no final do ano.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s