1985 – 2015

hqdefault

A excitação nas redes sociais é geral. Todos querem mostrar sua comoção com o fato de que Marty McFly estaria chegando hoje a Hill Valley, no segundo filme da trilogia que trata de viagens no tempo.

Os fãs de sagas andam bem excitados, afinal, ontem tivemos o trailer de Guerra nas Estrelas VII. Pouco me interesso pelas novas aventuras dos rebeldes e do Império, porém a saga de McFly e do cientista maluco Doc mexeram demais com minha adolescência.

Assisti à “De Volta Para o Futuro” em 25 de dezembro de 1985 e voltei ao cinema dias depois para rever a trama. Há poucos meses passei o filme para minha filha que sentiu a mesma emoção que eu havia sentido há 30 anos.

Tentei me lembrar de como eu imaginava o futuro do mundo e o meu futuro em 1985. Na época, ainda temíamos a guerra nuclear, apostávamos em quem ganharia a guerra fria e torcíamos para a seleção brasileira.

E sabe o que é triste? Eu não me lembro dos meus sonhos.

Imagino que queria ser cineasta, ou publicitário. Meus objetivos sempre transitaram entre as duas áreas. Mas será que eu me via casado? Será que eu me imaginava uma pessoa famosa?

Tão pouco me lembro o que imaginava do mundo em 2015. Com certeza, a tecnologia superou minhas expectativas. Nada em meus sonhos chegava perto dos Smartphones, de nanotecnologia ou dos nossos avanços no campo da genética.

Me pergunto se o Lúcio de 1985 teria orgulho do Lúcio de 2015 que dirige filmes publicitários, está a caminho de publicar o segundo livro e viajou para muitos lugares que nem pensava em conhecer.

O Lúcio de 1985 era idealista, sonhador, CDF, já lia Hermann Hesse e Jorge Amado e era gande fã de Woody Allen e Steven Spielberg.

Eu me orgulho do Lúcio de 1985, acho que não precisaria viajar no tempo para dar conselhos a ele. Era um bom garoto. Porém, queria que ele aparecesse por aqui, para me fortalecer com suas convicções e sua pureza. Acredito que nele havia o que de melhor pode haver em mim.

Anúncios

5 comentários sobre “1985 – 2015

  1. Lucio, eu tinha muito orgulho de ter voce como meu amigo em 1985 e muito mais orgulho hoje. Porque tanto hoje como em 1985 voce e uma pessoa de muito carater, integridade e conviccao mesmo se eu nao concorda com sua opiniao do sanduiche de mortadela

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s