Minha doutrinação marxista (e a Escola Sem Partido).

china-school-education-population_fd3642_47879021.jpg
Eu e meus coleguinhas em 1979

Fui doutrinado no marxismo desde a 5a. série.

Começou no ginásio do Colégio Pirâmide em São Bernardo, mas se agravou mesmo no ensino médio do Singular, com o professor Takara. Ele nos ensinou que a história da humanidade era a história das lutas de classe. Ele disse que essa era a maior lição que tinha a ensinar.

Na Eca-USP, onde estudei publicidade, foi ainda mais radical. Maria, Immacolata, Celso Federico e outos nos apresentavam a dialética de Hegel, a escola de Frankfurt e Gramsci.

Porém, parece que meus professores foram um tanto incompetentes em seus intuitos doutrinatórios.

Meus amigos do Pirâmide e do Singular (salvo raras exceções) são todos capitalistas/coxinhas/direitistas e odeiam o PT.

Até entre os egressos da ECA, famosa pelo pensamento de esquerda, há desde petistas fanáticos até colunistas da Veja. Um colega meu escreve blogs para o exército.

E eu?

Juro que não sei em que me transformei. Talvez o leitor fiel do Blog possa me ajudar. No geral acho os dois discursos estúpidos e rasos. Discordo de todo mundo.

Contei essa historia porque há uma discussão no congresso e na sociedade da tal “Escola Sem Partido”. Em que alguns grupos querem tirar a ideologia de esquerda que supostamente permeia nossas escolas.

A “Escola Sem Partido” é também uma Ong e no seu site há a explicação. Diz que a escola não existe para educar as crianças nos que diz respeito a ética, moral, política ou religião, pois desrespeitaria as posições e valores dos pais.

Eu já vi matérias mostrando livros com viés claramente político-partidários indicados pelo MEC e não concordo com seu conteúdo.

Porém, a neutralidade do Escola sem Partido é das maiores mentiras que já vi. A tal neutralidade é a ultra direita disfarçada e o desejo de tirar a visão crítica dos jovens.

Por trás de respeitar a religião está tirar Darwin dos currículos.

Por trás da neutralidade na história, está a defesa da ditadura que começou em  1964.

Por trás de não falar de ética e moral está o fim da defesa da mulher, do gay, do negro…

A doutrinação de esquerda que me foi dada  era ruim, cheia de falácias e utopias bobas. Mas ainda assim, é muito melhor que está sendo proposto. No mínimo, ensinava a contestar, a questionar, a duvidar.

O projeto da Escola Sem Partido é a pior coisa ser introduzida no Brasil desde que os Europeus introduziram seus vírus e bactérias em 1500.

p.s. Esse texto ficou sério e chato, para animar segue uma musiquinha com o coral do exército vermelho:

 

 

 

Anúncios

6 comentários sobre “Minha doutrinação marxista (e a Escola Sem Partido).

  1. Eu nunca curti muito a historia ate quando eu comecei a pensar nas consequencias das nossa acoes.
    Eu acho importante sempre aprender os dois lados da equacao. Porque? Por que as vezes nos precisamos acoes que sao consideradas a das direitas e as vezes precisamos acoes consideradas como da esquerda.
    A historia nos mostram que nenhuma sociedade ou cultura ou imperio fica estatico. E so uma questao de tempo para a sociedade mudar e e nesses momentos que nos precisamos parar pra pensar qual e a acao necessario pra voltar ao rumo ideal our desejado.

  2. Eu nunca curti muito a historia ate quando eu comecei a pensar nas consequencias das nossa acoes.
    Eu acho importante sempre aprender os dois lados da equacao. Porque? Por que as vezes nos precisamos acoes que sao consideradas a das direitas e as vezes precisamos acoes consideradas como da esquerda.
    A historia nos mostram que nenhuma sociedade ou cultura ou imperio fica estatico. E so uma questao de tempo para a sociedade mudar e e nesses momentos que nos precisamos parar pra pensar qual e a acao necessario pra voltar ao rumo ideal our desejado.

  3. Concordo contigo. Neutralidade na educação é utopia e o motivo é simples: são indivíduos repassando informação, não máquinas. Pessoas sempre terão um lado, ainda que escolham permanecer aparentemente no meio ou nas beiradas. No caso da posição política, a esquerda ensina sim a questionar, exatamente como você disse em seu texto.

      1. Preocupação justa. Enquanto tudo está às claras, cada um defende o seu e toma partido quem quiser, consciente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s