O dinossauro peludo

homens que depilam.png

Ah, os dinossauros.

Magníficas e gigantescas criaturas sem pelos que dominaram a Terra por milhões de anos. Imagino-as no auge de seu reinado. Devorando inabaláveis quem ousasse cruzar seu caminho.

Porém, enquanto reinavam, surgiram minúsculas e peludas criaturas conhecidas como mamíferos.  Pareciam insignificantes até o dia em que um meteoro e a evolução natural começaram a agir.

De repente, os grandalhões pelados não eram mais hábeis para sobreviver e desapareceram para dar lugar a gorilas, ursos, tamanduás, cavalos, homo sapiens e hienas. Os mamíferos e suas cabeleiras mandavam no planeta enquanto os repteis se arrastavam em submissão.

Sou um representante dos vencedores, um mamífero peludo como os lobos e os leões. Ou pelo menos pensava assim até outro dia.

Tudo começou com um amigo, daqueles que, como eu, lembram com saudades do aniversário de 40 anos. Ele voltou do jogo de futebol da firma numa mistura de desespero e depressão.

“Todos se depilam. Pernas, peitos, costas. Estão todos depilados”

“Todos quem?”

“Os jovens. Todos do time tem menos de 30. Estão todos depilados”.

E foi assim que eu soube. Homens se depilam, passam cera quente, desmatam os pelos pubianos, ficam lisos como uma cobra, como uma bola de boliche. São os mesmos homens que caçam pokemons, que discutem algoritmos, que usam o Snapchat, votam no Haddad, andam de bicicleta, mandam nudes, comem em food trucks, fazem tatuagens, assistem vlogs, usam alargadores de orelha.

Eu não pertenço a esse mundo, fui superado pelos homens pelados assim como os dinossauros sucumbiram diante dos peludos mamíferos.

Sou o que há de pior nos dois mundos, o dinossauro peludo. E pela cor acinzentada de minha pelagem vejo que a extinção está próxima. No céu, implacável, está um meteoro na forma de um depilador Philips, pronto para detonar a Terra. E se sobrar algo, ainda virão os vulcões, vulcões de cera quente.

Anúncios

Sexo aos 40

Estou sem tempo para escrever. Então fica difícil administrar dois blogs. Decidi então para o “Sexo aos 40”, onde eu usava o personagem Marco Aurélio para tratar das agruras de relacionamentos de quarentões e quarentonas.

Só para que não se percam pra sempre, nas próximas semanas replicarei uns textos que escrevi por lá:

 

O Alter Ego

Captura de Tela 2016-09-26 às 18.28.44.png

Quando nos separamos somos obrigados a enfrentar um mundo dos solteiros e enfrentar o mundo dos solteiros significa voltar  a paquerar e a ser paquerado.

Para um homem que manteve-se casado por muitos anos há alguns obstáculos para isso.

1 . Não nos sentimos preparados.

2 . A sensação de que fazemos algo moralmente errado.

3. Estamos fora de forma (Se você é casado tente se imaginar abordando uma mulher numa paquera, a gente nem sabe por onde começar).

4 . Há muitas tecnologias novas com as quais não estamos familiarizados (leia-se aplicativos).

Apesar dos obstáculos, estando no mundo dos solteiros, as paqueras e encontros acabam por ocorrer.

Acontece que eu também não tinha amigos solteiros ou separados, então contava as histórias que começava a viver para os amigos casados, nas noites em que eles tinham seus habeas corpus etílicos.

Foi quando percebi o impacto que minhas histórias tinham sobre eles.

Os casados queriam saber de tudo, se seu havia saído com alguém, como era a mulher, o que tinha acontecido. Qualquer relato sem graça parecia uma uma nova versão do 50 Tons de Cinza. Eles pediam especialmente que eu mostrasse as fotos das pretendentes nas redes sociais e qualquer uma, aos seus olhos, era uma musa digna de filme do 007.

Até que um me pediu:

_ Marco Aurélio, você não pode namorar nunca, você é o nosso Alter Ego. Você vive as aventuras que não podemos viver.

De certa forma, esse interesse dos amigos em minha aventuras ajudou a levantar a auto-estima que é sempre afetada nas separações.

No final acabei decepcionando meus amigos e voltei a me envolver seriamente em um relacionamento. Afinal, não se pode viver apenas de aplausos.

Lula, o líder

Lula.jpg

Hoje o Ministério Público denunciou Lula como o líder do esquema de corrupção da Petrobras. Pensando em sua trajetória, é uma acusação que faz sentido.

Lula foi líder sindical muito jovem e sob sua liderança os sindicatos desafiaram o empresariado e o governo militar no primeiro movimento popular pós AI5. Lula liderou a criação do primeiro partido de trabalhadores da história do Brasil e  depois tornou-se líder inconteste da esquerda no país. Lula liderou o país por 8 anos, período em que liderou uma aliança que dominava 90% do congresso e incluía partidos que iam da esquerda do PC do B à direita de Paulo Maluf.

Lula nasceu para a liderança.

Porém, alguns pontos na explanação me trouxeram mais dúvidas que certezas. O maior deles é o seguinte:

Eles dizem que o esquema de corrupção tungou 6,2 bilhões da Petrobras, e que Lula, como líder do esquema recebeu 3 milhões em propina. Ou seja 0,05% do montante.

Pois bem, a condenação de Cervero diz que ele levou 54 milhões. O Alberto Yussef devolveu 55 milhões à petroleira, Paulo Roberto Costa devolveu 70 milhões, Pedro Barusco 69 milhões. As empreiteiras estão devolvendo valores maiores que esses. Enfim, como o líder leva tão pouco, se comparado ao baixo escalão?

Também sou obrigado a concordar com o coro dos que criticam o PPT apresentado na entrevista coletiva. É uma apresentação que não faz sentido, não mostra o papel do Lula na organização, apenas faz um ataque a ele. O que me leva a duvidar das intenções dos acusadores.

No mais, o MP não apresentou qualquer fato novo, só conclusões sobre as informações que já tínhamos.

De qualquer maneira, se ele recebeu os 3 milhões, não há como defendê-lo. Só imagino que sua condenação deva ser proporcional ao tamanho do crime e este tamanho não está claro para mim.

Lula é uma figura grande da história e talvez precisemos de tempo para entendê-lo melhor. Só a distância nos permite ver grandes quadros em seu todo. Tudo o que se diz sobre ele tem um pouco de verdade, um pouco de mentira, um tanto de lenda e muito de exagero, desde o que vem de seus fãs, como o que vem de seus acusadores.

Líder popular, governante hábil, negociador, autoritário, bonachão, alcoólatra, desonesto, homem que diminuiu a pobreza no Brasil, apoiador de regimes anti-democráticos, presidente mais adorado da história do país, chefe de uma gangue,  corinthiano  fanático. Muitos adjetivos cabem nele. Mas para encerrar o texto, roubemos o termo usado pelo Obama. Lula é O Cara e sendo O Cara, estará sempre nos holofotes. Para o bem ou para o mal.

P.s. Mais três dúvidas quanto ao que foi apresentado pelo MP:

  1. Eles dizem que Lula recebeu 3 milhões em propina e que vão pedir como ressarcimento 87 milhões. Isso tem sentido jurídico?
  2. Também disseram que a Petrobras teve 6,2 bilhões em desvio de corrupção mas que suas perdas foram 42 bilhões. Alguém entendeu?
  3. Se Lula era o líder da quadrilha por que foi indiciado por corrupção passiva?

O Romance do passado — Sexo aos 40

Quando a gente chega aos 40 conhece uma série de pessoas com histórias parecidas. São pessoas que tiveram um romance marcante quando jovens e anos depois, ainda solitárias, se lembram desse affair como um ponto de quebra em suas vidas. Triste mesmo é a forma que as tias se referem a essas pessoas. “O Fernando é […]

via O Romance do passado — Sexo aos 40