7 de setembro

7 de setembro

Sete de setembro

Viva o Brasil

Sobreviva o Brasil

Viva a alegria do brasileiro

Sobreviva aos gritos de quem te quer triste

Viva nossa cultura, mais linda não há

Sobreviva aos que atacam sua arte

Vivam os beijos de todos os sabores

Sobreviva ao culto das armas e da morte

7 de setembro

Viva o Brasil

Sobreviva o Brasil

Viva o amor

Sobreviva ao ódio

Viva o respeito

Sobreviva à grosseria

Viva o misturado

Sobreviva à intolerância

7 de setembro

Viva o Brasil das matas

Viva o Brasil das onças

Viva o Brasil do carnaval

Viva o Brasil dos corpos exuberantes

Viva o Brasil do ritmo

Viva o Brasil de portas e janelas abertas

Viva o Brasil do toucinho na feijuca

Da carne de sol

Da caipirinha

Do barreado

Viva o Brasil do abraço apertado

Viva o Brasil da criança que aprende

Do jovem que compartilha

Do idoso que sorri

7 de Setembro

Viva o Brasil que não é bandeira,

Brasil não é fronteira

O Brasil é gente, gente, gente

Gente de Portugal

Gente da África

Gente da Itália

Gente do Japão

Gente da Bolívia

Gente da Coréia

Gente do Haiti

Gente da Síria

Gente muçulmana

Gente do Candomblé

Gente do Afoxé

Gente Cristã

Gente de tribos nem conhecemos

Gente que estava aqui antes do Brasil ter nome e fronteira

Gente que é mais brasileira que as cores da Bandeira

Sete de setembro

Viva o Brasil do Amor

Viva o amor

Somente o amor

Anúncios