Esquerda x Direita x Amor (parte 1)

temerdilma.jpg

Caros leitores (vocês três), perdoem minha ausência. Ando atarefado com o lançamento dos meus dois novos livros (em breve mais detalhes) e acabei não conseguindo aparecer por aqui.

Volto com um tema que pretendo tratar em mais de um post.

O que é ser de esquerda ou de direita? O que são esses caminhos ideológicos que definem a visão política de praticamente todo mundo? Através deste painel com perguntas e respostas, todos entenderão esses conceitos tão complexos.

Pra que foi criada a divisão Esquerda x Direita?

A divisão do mundo entre esquerdistas e direitistas foi inventada em 2004 por um funcionário da Google para aumentar o fluxo de usuários no Orkut. Mesmo com o fim da avó das redes sociais, os memes zoando mortadelas e coxinhas nunca pararam de aumentar.

Hoje, a briga entre direita e esquerda é a mola base de sustentação do Twitter e do Facebook.

O que são pessoas de direita, a.k.a. coxinhas?

Pessoas de direita são figuras curiosas. Sua principal característica é o ódio ao Lula.

Elas tem lindos terraços em sua casa que usam para bater panelas quando a Dilma discursa. Vamos a algumas características:

  • Elas acham que o Chico Buarque é burro e tem grande admiração pelo intelecto do Alexandre Frota.
  • Elas sofrem de mutismo quando fala-se da corrupção dos partidos que não são o PT.
  • Elas acham que o Olavo de Carvalho é filosofo, que o Constantino é economista e que a Veja faz jornalismo.
  • Nos casos mais graves, eles torcem pelo Bolsonaro e odeiam gays, mulheres que pensam, esquerdistas, democratas e pessoas educadas.

O que são pessoas de esquerda, a.k.a. Mortadelas?

Pessoas de esquerda são tipos que gostam de causas. Eles defendem o negro, o palestino, a mulher, o Lula… Eles gostam muito de defender coisas. Também gostam de defender ideias. Mesmo algumas sem nenhum sentido.

  • Esquerdistas são emotivos, eles pensam  com o coração, se comovem com aquele discurso que só pega adolescentes ou com o Suplicy cantando Dylan.
  • Eles acreditam que o dinheiro publico é infinito e que qualquer plano para racionalizar o uso deste dinheiro é uma interferência do imperialistas.
  • Elas trabalham em espaços compartilhados, defendem o escambo  como forma de pagamento, nunca foram funcionárias registradas e mesmo assim defendem a a CLT.
  • Elas gritam palavras de ordem.
  • Nos casos mais graves, obstruem a mesa de votação do Senado.

O que querem os Coxinhas?

Zoas os mortadelas.

O querem os Mortadelas?

Zoar os Coxinhas.

Existem políticos de Direita ou de Esquerda?

A maioria dos políticos caga para as posições ideológicas. Eles gostam de mamar na máquina pública. Vejam o exemplo do Kassab que era Serrista do DEM, saltou para para o barco do governo se tornando ministro e grande apoiador da Dilma e de última hora votou pelo impeachment e agora defende Temer.

Porém, um grupo minoritário de políticos tem visão ideológica.

O que querem os políticos de direita?

Um estado menor, liberdade econômica e se possível uma tetinha para mamar.

O que querem os políticos de Esquerda?

Um estado maior, um colchão social grande e se possível uma tetinha para mamar.

Por que você colocou o “Amor” no título do post?

Ele vai aparecer na história, nas esse texto já está muito grande. Em breve escrevo a continuação e introduzo o tal do amor.

Vai acabar o post assim mesmo?

Vou

 

 

Blogueiro me chamou de Quadrúpede e foi preso

Captura de Tela 2017-03-22 às 15.55.45.png

Imagino que todos saibam da condução coercitiva do blogueiro Eduardo Guimarães na Operação lava Jato. Se nunca ouviram falar disso, podem se informar aqui.

Dias antes da polícia bater em sua porta ele me chamou de quadrúpede, como a foto acima prova. Os dois fatos não tem relação, só coloquei no título do post para chamar atenção.

O que me deixa curioso na história é o motivo do xingamento. Dá pra ver que eu provoquei, mas será que ele precisava ter sido tão ofensivo?

Mas as coisas funcionam assim nas redes, né?

Um amigo jornalista de esportes é xingado em todo e qualquer comentário que faz no Twitter:

_ São Paulo jogou Bem!

_ VSF seu bambi cuzão!

Ou então:

_ São Paulo jogou mal!

_ VTNC gambá!

Ele foi xingado até por elogiar o hino do fluminense.

_ Virou crítico de música, palhaço.

Quem faz comentários políticos sofre em dobro.

Uma pessoa no Twitter defendia o direito das pessoas “de bem” portarem armas. Eu perguntei o que eram pessoas “de bem” e recebi como resposta uma chuva de xingamentos, ofensas e ameaças. Aparentemente, pessoas “de bem” xingam adoidado.

Não sei o motivo pelo qual as pessoas tem tanto prazer em ofender quem pensa diferente e já digo que não desejo o mal deste notável blogueiro que me atribuiu duas pernas a mais. Apenas torço para que ele não engrosse o coro das pessoas “de bem” que amam pregar o ódio.

E só para deixar bem claro, não há mesmo relação entre a ofensa que recebi e a prisão do ofensor dias depois. Minha influência na Polícia Federal não é tão grande como pensam.

 

 

O Prefeito e o Presidente

doria e trump.jpg

No começo foi fácil, dava certo para o prefeito e para o presidente.

Diga que vai mudar as velocidades das Marginais e lá estavam as manchetes, estavam os fãs entusiastas e os desesperados opositores.

Fale de um muro no México, crie uma crise internacional pelo Twitter, ponha as redes sociais aos seus pés e fature artigos e mais artigos no mundo inteiro exibindo o topete arrogante.

Meus Deus como é fácil, dá pra fazer todo dia.

Pinte os grafites de cinza, ofenda os muçulmanos,  fantasie-se de lixeiro, proponha leis absurdas, tire do site da CET informações sobre queda de acidentes, apague do site da Casabranca matérias sobre aquecimento global, ofenda os grafiteiros, ofenda os latinos.

As dificuldades começaram no segundo ano, quando o prefeito se vestiu de veterinário  numa visita ao zoológico e não havia nenhum repórter para fazer o registro.

Enquanto isso, no hemisfério norte, o presidente usou as redes para chamar o Papa de maricas, mas nem os seguidores nem a imprensa se impressionaram. Sequer o Vaticano enviou qualquer resposta.

Foi quando o presidente e o prefeito perceberam que para manter a atenção do público e da imprensa precisavam se esforçar mais.

O presidente começou a ofender mais gente e de forma ainda mais gratuita. Chamou Steve Wonder de “porco cegueta”, disse que o Abraham Lincoln tinha uma barba ridícula e que planejava fechar a Disney para evitar a gritaria infernal daqueles pirralhos.

O prefeito se fantasiou de macaco, de Incrível Hulk, de Lula (ele até se esforçou para imitar a voz rouca) e baixou um decreto autorizando à Guarda Civil jogar tinta cinza nos tatuados que andavam pelas ruas. Nada adiantou.

No final de seus mandatos os dois estavam irreconhecíveis, silenciosos e exibindo sintomas de depressão. O prefeito fantasiou-se de mendigo e passou dias na cracolândia sem ser reconhecido. O presidente saiu pelas ruas e xingou um caminhoneiro que fazia seu lanche numa barraca de cachorro-quente. Apanhou como nunca.

Pessoas de bem

Pessoas de bem.png

O mundo está cheio de pessoas de bem, quase santos que creem em Deus prezam pelos costumes, a justiça e os bons hábitos da sociedade.

Fale em corrupção e as pessoas de bem logo se mostrarão contrárias a essa aberração, fale de pobreza a elas serão caridosas e benevolentes.

Pessoas de bem são o bastião do futuro, são a prova de que o caminho da humanidade é plácido e brilhante.

Pessoas de bem mudam as cores dos seus avatares no facebook a cada atentado no mundo ocidental.

Outras pessoas de bem reclamam que ninguém muda os avatares quando acontecem atentados na Africa (e isso é tudo o que fazem pela Africa).

Pessoas de bem rezam muito. E depois de rezar atiram pedras em outras que saem do terreiro de umbanda, isso quando as pessoas de bem não queimam o terreiro de umbanda.

Pessoas de bem aumentam o preço dos repelentes em suas lojinhas assim que leem notícias sobre Zika Vírus.

Pessoas de bem podem acusar as outras sem provas, desde que alguém jornalista (ou blog obscuro) levante uma suspeita. Se for mentira, tudo bem.

Pessoas de bem não fazem de tudo para não pagar impostos, afinal, o Estado não retorna nada para elas.

Pessoas de bem podem xingar uma atriz na rua, chamá-la de puta. Afinal, ela tem convicções políticas diferentes.

Pessoas de bem podem pedir que o professor deixe de educar.

Pessoas de bem podem perseguir, atacar e ofender todos que pensam de forma diferente.

Pessoas de bem podem pregar o ódio entre as classes sociais.

Pessoas de bem lutam contra o direito dos gays de adotar seus filhos ou terem um casamento  feliz.

Pessoas de bem precisam ofender os outros nas redes sociais.

Pessoas de bem usam aplicativas que indicam onde estão os radares e assim podem correr bastante com seus carros.

Pessoas de bem querem que seus bairros, sua cidade e seu país só tenham pessoas parecidas com elas, das suas mesmas características físicas e religiões.

Pessoas de bem gostam de levar a babá vestidinha de branco no clube aos domingos.

Pessoas de bem sé acreditam em quem corrobora com suas opiniões.

Pessoas de bem viram o rosto quando um pedinte está na calçada.

Pessoas de bem não se importam com o sofrimento alheio, este sofrimento só é importante quando ele serve para provar suas ideias e convicções.

Pessoas de bem esticam seus tapetinhos estampados e se ajoelham em oração, mostrando sua fé antes de degolarem os infiéis.

Pessoas de bem vestiram lençóis com capuzes para queimar cruzes e negros.

Pessoas de bem executaram inimigos políticos.

Pessoas de bem não se importaram com o nazismo e assistiram em silêncio seus vizinhos serem arrancados de casa e levados para campos de concentração e guetos.

Deus me livre das pessoas de bem.

 

Coxinhas, petralhas e a vizinha fofoqueira

fofoqueira.jpg

Todos conhecem a figura da vizinha fofoqueira. É uma personagem do imaginário Brasileiro.

Ela passa o dia na janela, espalhando que a filha da Dona Cacilda anda com um bando de vagabundos. Ela conta a todos que o cachorro do seu Heitor faz cocô na calçada.

Ela finge ignorar que o filho dela é o melhor amigo da filha da dona Cacilda, que eles  pertencem a mesma turma. E que o gato dela já quebrou vasos de quase todos os moradores da rua.

Enfim, todos concordamos que a vizinha fofoqueira devia cuidar da própria família no lugar de falar da vida dos outros.

Porém, em termos de política, somos todos a vizinha fofoqueira.

Explico:

Quando o Paulo Bernardo foi pego, todos os petistas bradaram em coro:

“_ Só prendem quem é do PT! Cadê a prisão do Cunha? Moro golpista! Globo golpista!”

Eles não disseram uma palavra em relação ao esquema sofisticado de corrupção criado pelo  ex-ministro petista.

Por outro lado, quando Janot pediu a prisão dos caciques do PMDB, os antipetistas postavam:

“_ Por que não prendem o Lula? Esse Janot trabalha para o PT!”

Eles se calaram em relação aos muitos milhões recebidos pelos corruptos peemidebistas.

Fico triste com o momento do Brasil e sonho com um país melhor. Acho que essa melhora passará por uma auto-crítica além da óbvia troca de acusações.

Sonho em ver os petistas clamando pela prisão dos dirigentes corruptos de seu partido. Sonho em ver os antipetistas batendo panelas contra a corrupção e não apenas contra a Dilma.

O conhecimento popular nos ensina a olhar para o próprio umbigo antes de atacar os outros e essa é sempre uma boa ideia.

Petistas, melhorar o PT é mais urgente que voltar ao poder.

Antipetistas, o governo já mudou, quando vocês vão se preocupar com o ATUAL presidente, no lugar de sonhar com revanchismos e vingancinhas?

Saiamos das janelas do Face e do Twitter e usemos o velho e-mail para cobrar o NOSSO partido e os políticos em quem votamos para que tenham uma atitude melhor. Ofender o vizinho nunca resolveu e não vai resolver nada.

 

Desculpe amigo, mas vou te bloquear

 

 

yelling.jpgMeu caro amigo, gosto muito do Facebook. é um lugar onde troco fotos com pessoas queridas, fico sabendo como estão os conhecidos que não consigo ver no dia a dia e converso sobre assuntos que me interessam.

Sim, é um lugar onde também me divirto falando de política com aqueles que respeito e admiro.

Falar de política é saudável, importante e está na moda. Claro, o país vive um momento de grande agitação, é natural que as pessoas se envolvam e mais natural ainda que alguns se exaltem.

Mesmo assim, gosto das discussões que tenho. São conversas que me divertem e me dão prazer. O mesmo acontece com o Blog e os comentários dos queridos seguidores.

E vivo discordando de todo mundo.

Discordo dos meus amigos de esquerda como o Pedro Menezes, a Flávia Coelho e o Paulo Boccato. Travamos longos debates. Discordo de amigos de direita, como o Fabio Rosas ou o Marcelo Gentil.

Discordar é saudável. Aprendo muito com quem pensa diferente.

Mas com você tenho algumas questões:

  • Você não discorda pra trocar ideias, você precisa vencer qualquer batalha retórica em que se envolve.
  • Você não está interessado na minha opinião. Pouco te importa o que eu penso. Você quer apenas exibir suas convicções.
  • Aparentemente sua missão de vida é provar que estou errado.
  • Você acha que quem pensa de forma diversa a sua é necessariamente mal intencionado ou pouco inteligente.
  • Você escolhe o caminho de desmerecer o oponente no lugar de rebater as ideias deste.
  • Eu prego a paz e simplesmente deixo de seguir as pessoas que estão sempre postando mensagens de ódio e preconceito (sim, não te sigo há tempos). Você me trata com sarcasmo graças a essa minha atitude, ironizando meus textos pacifistas.
  • Você me manda links de jornalistas ruins e cheios de ódio para provar seus pontos de vista.
  • Nossas discussões quase sempre terminam com você me rotulando.

Resumindo, enquanto eu me divirto ao falar com os outros, eu me irrito quando debato com você. É desagradável, é cansativo, tem energia ruim.

Você não soube brincar. Estragou o brinquedo, ou como dizem os jovens, zoou o rolê.

Portanto meu caro, para salvar a minha alegria de usar o Facebook e pela preservação de meu espaço, me valho de toda a pompa para anunciar aos ventos que você está sendo bloqueado.

Não me leve a mal. Podemos nos encontrar ainda no mundo real, um espaço com uma série de vantagens, entre elas um certo constrangimento que as pessoas sentem antes de ofenderem umas as outras.

Enfim, nos vemos por aí.

 

 

 

 

 

 

A Prisão de Lula

lula cunha prisao.jpg

Caro leitor, você já ouviu falar em SEO?

Resumindo, é um conjunto de técnicas para aumentar as chances de seu site ou blog ser encontrado no Google.

Imagine que você tenha uma pet shop na Penha. Se alguém procura no Google “pet shop Penha” e sua empresa aparece entre os primeiros na pesquisa, seu potencial de vendas cresce muito.

Você também pode pagar por um anúncio do Google, mas se tiver conhecimento das técnica de SEO, consegue ótimas colocações sem precisar investir nada.

Há um tempo fiz um texto chamado Amanda Nudes, sobre uma moça que fantasiava em mandar nudes para desconhecidos. Até hoje esse texto é visitado por pessoas que pesquisam “manda nudes” no Google.

Há várias técnicas SEO, como o uso de tags, palavras chave, a escolha certa do nome do arquivo de imagem, sua relevância histórica em relação  ao assunto abordado e principalmente, o título da matéria.

Então, nunca se esqueça, se você quer melhorar a posição de seu site ou blog nos mecanismos de busca, use títulos chamativos.