Previsões do pai Lucião para 2018

1_vfehIcFE0JLw0Iq6hv85HQ
Eu, desvendando o futuro, bunito que só.

Já contei que além de escritor, blogueiro e sãopaulino também tenho visões do futuro?

Sim, sou uma espécie de oráculo do subúrbio, recebo meus guias, jogos os búzios, leio as cinzas da galinha queimada e analiso astros e linhas da mão.

Portanto, compartilharei com você fiel leitor, revelações  bombásticas para o ano de 2018. Novidades que deixarão a todos estarrecidos. Podem salvar o link pois será ainda mais impressionante reler o texto daqui uns meses, diante da concretização das profecias.

Vamos a elas:

  • 2018 será um ano tenso no Brasil, os ânimos políticos estarão exaltados e as pessoas travarão intensos debates na redes sociais.
  • No dia 14 de fevereiro o Jornal Hoje fará uma matéria sobre o bloco do Bacalhau com Batata.
  • O MBL vai ofender muitas pessoas em suas redes sociais e nenhuma delas será o Temer ou o Dória.
  • Ainda em São Paulo, várias estações de metrô que estão atrasadas há anos ficarão prontas e terão animadas inaugurações comandadas pelo Alckimin.
  • Lula sofrerá novas condenações.
  • Marina Silva vai desapareecer depois da eleição.
  • A campanha da seleção na Copa será melhor que a de 2014.
  • O Corinthians será beneficiado pela arbitragem.
  • Haverá pelo menos 16 trocas de técnicos no Brasileirão.
  • Os eleitores do Bolsonaro xingarão muitas pessoas no Twitter.
  • Trump escandalizará o mundo com frases arrogantes e inadequadas para um homem público.
  • Você vai cair pelo menos 5 vezes no gemidão do Zap.
  • Cristiano Ronaldo, Messi e Neymar serão indicados para a Bola de Ouro.
  • Anitta lançará alguns clipes sensuais.
  • Dilma se elege deputada.
  • Gilmar Mendes vai soltar o Jacob Barata umas 12 vezes.
  • A classe média paulistana vai recorrer a empréstimos de bancos para pagar ingressos de shows.
  • Marco Polo del Nero não vai à Copa.
  • Trivago vai anunciar bastante na TV a cabo.
  • O blog Toda Unanimidade vai virar mania nacional, tornando seu autor mais popular que o MC Guiné e o Felipe Neto juntos. Isso provará que o que todos querem mesmo é ler textão na internet.

Pode imprimir e colar na parede. A cada previsão concretizada faça um X. Posso ver na bola de Cristal a sua cara de espanto com os resultados.

 

Anúncios

Será que sou petista? — Toda Unanimidade

Post de 2016 para matar saudades…

Sou humano, confesso, por mais que resista não escapo das discussões em redes sociais. Mea culpa, mea maxima culpa. E o tema do momento, como não pode deixar de ser, é o balaio de gatos que alguns insistem em chamar de política nacional. Em um desses embates virtuais fui chamado de petista por um sujeito que […]

via Será que sou petista? — Toda Unanimidade

EmoGiselle

dims

Giselle é um tipo que se tornou bastante conhecido em nosso mundo conectado, a empolgada do Whatsapp. Para Giselle, não basta participar de diversos grupos, é preciso mandar memes de bom dia para todos logo cedo e responder os aos amigos com Emojis de rostinhos sorridentes e beijinhos de coração.

Para ela, os Emojis são a forma mais eficiente, inteligente e divertida de comunicação e servem para todo o tipo de mensagem. Certa vez apostou que seria capaz de reescrever a letra de Faroeste Caboclo em Emojis e conseguiu.

Os problemas de Giselle começaram em um fim de tarde, no trabalho, quando ao se despedir do chefe ela disse o seguinte.

_ Beijinho de Coração.

O chefe olhou assustado e ela Continuou:

_ Carinha assustada com dentes serrados! – E saiu correndo apavorada.

Em casa andava de um lado para o outro sob o olhar atônito do marido e dos filhos.

_ Calma Giselle, deve ser um ataque de estresse!

_ Carinha apavorada de boca aberta! Gatinho chorando!

_ Quer ir ao hospital?

_ Mãozinha de positivo!

Na mesma noite estavam no pronto-socorro mas não havia quem encontrasse a causa da doença. Depois de consultas com um clínico geral e o neurologista decidiu fazer análise com um famoso psiquiatra.

_ Me fale um pouco sobre a sua infância.

_ Duas meninas bailarinas, casal com menina. Menina coração cachorro.

_ Algum trauma que você se lembre?

_ Cachorro carro caveirinha.

Depois de 4 sessões todos concordaram que a análise estava sendo perda de tempo. O doutor era o mais aliviado, havia mandado imprimir uma cartela com todos os emojis para facilitar as conversas mas isso de pouco adiantou. Recomendou uma internação, com uma dose forte de calmantes. Acreditava tratar-se de uma surto, porém a família discordou. Longe do trabalho, Giselle parecia muito bem apesar da fala confusa.

Ficou em casa e passou a cuidar da família, em pouco tempo a comunicação se reestabeleceu.

_ Giselle, você tem um compromisso para hoje de manhã?

_ Tesoura no cabelo, sacola, uva e maça

_ Depois do cabelereiro e da feira você pode pegar meu terno na lavanderia?

_ Mãozinha de positivo e beijinho de coração.

E foram rostinhos sorridentes para sempre.

 

 

E Se

Há um ano aconteceu o terrível acidente com o avião da Chapecoense.

Toda Unanimidade

luto.png

E se o avião tivesse atrasado

E se o aeroporto tivesse sido interditado

E se o táxi não chegasse a tempo

E se o passaporte estivesse na gaveta

E se houvesse um overbooking, um desmaio, uma fratura

E se o semáforoestivesse fechado

E se o caminho fosse outro

E se o destino fosse outro

E se a gente tivesse dado bola para aquela dorzinha, aquela queimação

E se a gente tivesse ido antes ao hospital

E se o médico descobrisse a tempo

E se naquele dia, naquele fatídico dia, alguém mudasse os planos

E se a onda não se levantasse

E se a terra não tremesse

E se o ladrão não atirasse

E se a bala parasseno osso

E se fosse só um susto

E se fosse um milagre

E se o universo fizesse sentido

E se mundo fosse justo

E se os pais nunca tivessem de enterrar os filhos

Ver o post original 18 mais palavras

Somos todos Bolsonaro

bolsonaro-1-1-300x180

Encontrei Jair Bolsonaro sem querer numa padaria perto da Paulista, há uns meses. Ele chamava pouca atenção enquanto tomava café no balcão numa tarde chuvosa. Sentado próximo, pude ouvir a sua conversa com dois funcionários. Praguejava contra os políticos, todos iguais, e dizia que sem pulso, o Brasil não tomaria jeito.

Pensei em intervir na conversa mas tenho alergia a intervenções e encarei meu pão na chapa calado e pensativo.

Depois o vi na fila do Aeroporto, onde falava com dois amigos e dizia algo como:

“Eu não sou preconceituoso mas…”

Todos sabem o que vem depois do “mas” quando a frase começa assim. Um terrível discurso sobre os negros não darem certo em lugar nenhum. “Veja os japoneses, chegaram pobres no Brasil…”

A coincidência maior foi ter encontrado Bolsonaro uma terceira vez. Agora dirigindo um Uber. Pedia a volta dos militares ao poder enquanto gentilmente me oferecia balas 7 Belo. Pode ser estranho, mas neste dia Bolsonaro era uma mulher ligeiramente obesa e muito simpática. Falou dos filhos como havia falado de política e dei a ela 4 estrelas no final da corrida.

Nos dias seguintes comecei a encontrar o Bolsonaro em muitos lugares: No mercado, na banca de jornais, no trabalho, na oficina mecânica. Ele assumia várias formas e jeitos, era alto, baixo, magro, moreno, loiro, bigodudo, peituda e até grávida.

Hoje mesmo, enquanto voltava para casa, o vi várias vezes no metrô. Falava do ódio aos vagabundos, de chineses, de artistas de esquerda, de presidiários que levam uma vida de marajá nas prisões. Pedia armas para pessoas de bem, maldizia o PT e lembrava saudoso dos tempos do Figueiredo.

Uma hora me vi cercado por eles, milhares de Bolsonaros que riam, faziam do V da Vitória e e apontavam para mim. A porta do vagão abriu e eu corri, desviando de Bolsonaros nas ruas, nos carros, nos andaimes, nos faróis.

Cheguei em casa com o coração disparado, o suor escorrendo em esguichos. Respirei fundo e pensei em me lavar, mas parei assustado, sem coragem de olhar o espelho, com medo da imagem que veria refletida.

200 posts

200 posts

 

A WordPress acaba de me informar que publiquei 200 posts no Blog. Uau! até eu me assustei agora…

Está sendo bem divertido, conheci gente legal e participei de ótimas conversas. Bora pros 400 posts.

Quilombo Literário

 

Meu livro infantil, Cadu e o mundo que não era, recebeu uma resenha em vídeo no canal Quilombo Literário, do Leo O`Bento.

Sou autor há pouco tempo, ainda não acostumei com essas surpresas. O Leo O´Bento comprou o livro em uma feira literária, a crítica foi espontânea, não fruto de um trabalho de divulgação. O que a torna mais surpreendente e agradável.

Espero que outros leitores que gostarem do livro deixem suas opiniões. É gostoso de ouvir. Espero estar preparado para possíveis críticas negativas que também tem seu valor.